DO DIAGNÓSTICO À AÇÃO: A EXPERIÊNCIA DO PROGRAMA AGITA SÃO PAULO NA PROMOÇÃO DO ESTILO DE VIDA ATIVO

  • Sandra Matsudo
  • Victor Matsudo
  • Timóteo Araujo
  • Douglas Andrade
  • Luis Oliveira
  • Maurício Santos
  • Leonardo Silva
Palavras-chave: Promoção de Saúde, Atividade Física, Exercício

Resumo

O Programa “Agita São Paulo” aplica uma abordagem multi-nível de intervenção para a promoção da física atividade entre os 40 milhões de habitantes do estado de São Paulo, Brasil. Desde seu lançamento em 1996, o programa tem sido amplamente utilizado como exemplo em todo o Brasil e em outros países da América Latina, e a Organização Mundial da Saúde tem caracterizado-o como um modelo para outros países em desenvolvimento. O Agita São Paulo incentiva as pessoas a adotarem um estilo de vida ativo, acumulando pelo menos 30 minutos de atividade física moderada por dia, na maioria dos dias da semana. O Programa tem três principais grupos-alvo: estudantes, trabalhadores, e os idosos. São organizados “mega-eventos” que simultaneamente visam atingir e envolver um grande número de pessoas, como também realiza cursos e atividades com instituições que se tornam parceiras do Programa. Algumas das características especiais e de lições aprendidas com o Programa Agita São Paulo, pode ter contribuído para o seu crescimento, incluindo: uma abordagem multi-setorial, ampla utilização de parcerias, base científica para todas as atividades, a extensa cobertura de mídia não paga que o Programa tem recebido numa abordagem de “dois chapéus”, utilizando métodos que permitem promover atividade física tanto em setores governamentais como não-governamentais em função das circunstâncias culturais (utilizando a cultura local para disseminar a mensagem do programa) incentivando atividades que são agradáveis e simples. Essas características ajudaram a tornar o Programa Agita São Paulo um modelo que poderia ser utilizado em outros países como uma forma eficaz de promover a saúde através da atividade física.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-09-2012
Seção
Do Diagnóstico à Ação: Experiências em Promoção de Atividade Física e Saúde