Novas diretrizes curriculares para os cursos de graduação em Educação Física: oportunidades de aproximações com o SUS?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Filipe Ferreira da Costa, Universidade Federal da Paraíba

Realizou seu mestrado e doutorado na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui especialização em Saúde Pública e Saúde da Família pela UFSC. Atualemente está vinculado ao Programa de Pós-graduação em Educação Física, do Departamento de Educação Física da Universidade Federal da Paraíba e ao Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva, vinculado ao Centro de Ciências da Saúde desta mesma instituição. Tem como principal interesse de investigação a atuação do profissional de Educação Física nos diferentes seviços de saúde do SUS.

Referências

Santos S, Benedetti TRB. Cenário de implantação do Núcleo de Apoio a Saúde da Família e a inserção do profissional de Educação Física. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2013;17(3):188-94.

Silva PSC. Physical Education Professionals in the Unified Health System: an analysis of the brazilian registry of health institutions between 2013 and 2017. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2017;23(e0050):1–8.

Rodrigues JD, Ferreira D, Silva P, Caminha I, Farias Junior JC. Inserção e atuação do profissional de educação física na atenção básica à saúde: revisão sistemática. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2013;18(1):05-15.

Ivo AMS, Freitas MIF. Modos de pensar dos profissionais do ProgramaAcademia da Saúde sobre saúde e doença e suas implicações nas ações de promoção de saúde. PHYSIS/Rio de Janeiro. 2019;29(1):1–20.

Ayres JRCM, França Júnior I, Calazans GJ, Saletti Filho HC. O conceito de vulnerabilidade e as práticas de saúde: novas perspectivas e desafios. In: Czeresnia D, Freitas CM de, editors. Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: FIOCRUZ; 2003. p. 117–39.

Ferreira TB, Cipolotti MD, Marques BG, Luiza M, Miranda DJ. A inserção do Profissional de Educação Física nos Núcleos de Apoio a Saúde da Família : visão dos profissionais. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2016;21(3):228–36.

Fonseca SA, Menezes AS, Loch MR, Feitosa WMN, Nahas MV. Pela criação da Associação Brasileira de Ensino da Educação Física para a Saúde: ABENEFS. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2011;16(4):283–8.

Coutinho SS. Competências do profissional de Educação Física na Atenção Básica [dissertação de mestrado]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2011.

Loch MR, Dias DF, Rech CR. Apontamentos para a atuação do Profissional de Educação Física na Atenção Básica à Saúde: um ensaio. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2019;24(e0069):1–5.

Nogueira JAD, Bosi MLM. Saúde Coletiva e Educação Física: distanciamentos e interfaces. Cien Saude Colet. 2017;22(6):1913–22.

Conselho Nacional de Educação. Resolução n⁰ 6, de 18 de dezembro de 2018. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais dos Cursos de graduação em Educação Física e dá outras providências. Diário Oficial da União, 2018. [citado 2019 set 03]. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/55877795/do1-2018-12-19-resolucao-n-6-de-18-de-dezembro-de-2018-55877683.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS. Brasília: Ministério da Saúde; 2006. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pnpic.pdf.

Publicado
06-09-2019
Seção
Editorial