Interventions by Physical Education professionals in Family Health Support Units in São Paulo

Autores

  • Alexandre Romero Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil.
  • Paulo Guerra Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil
  • Evelyn Costa Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil
  • Taynã Santos Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil
  • Douglas Andrade Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil
  • Alex Florindo Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.21n1p55-66

Palavras-chave:

Unified Health System, Physical education and Training, Motor activity, Primary Health Care

Resumo

The aim of this study was to describe interventions developed by Physical Education professionals (PEP) inserted in the Nuclei of Support to Family Health (NASF) in the state of São Paulo. A cross-sectional survey was conducted with 91PEP working in NASF of São Paulo, who answered by telephone. Data was analyzed descriptively (frequencies). Most participants were men with an average of 44 years of age. A greater part (96.7%) reported group sessions and shared sessions, independently of users health conditions. Gymnastics (76%) and walking (67%) were the most frequent activities. Most professionals did not intervene in school environments and did not participate in educational groups. The PEP mentioned the need for more spaces for the practice of physical activity, higher investment in interventions developed by the PEP prioritize the organization of physical activity groups in a shared environment, but are still missing the interventions in schools and broader educational activities.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Romero, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil.

 Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil  -Área: Ciências da Atividade Física. 

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Paulo Guerra, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo.

Evelyn Costa, Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Faculdade de Saúde Pública - Universidade de
São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Taynã Santos, Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Faculdade de Saúde Pública - Universidade de 
São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Douglas Andrade, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Alex Florindo, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo, Departamento de Nutrição, São Paulo/Brasil

Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, SP/Brasil

Grupo de Estudos e Pesquisas Epidemiológicas em Atividade Física e Saúde, Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo. SP/Brasil

Downloads

Publicado

2016-01-01

Como Citar

1.
Romero A, Guerra P, Costa E, Santos T, Andrade D, Florindo A. Interventions by Physical Education professionals in Family Health Support Units in São Paulo. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 1º de janeiro de 2016 [citado 27º de novembro de 2021];21(1):55-66. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/6535

Edição

Seção

Artigos Originais