PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS A MENORES NÍVEIS DE PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS NO LAZER EM ESTUDANTES DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA

Autores

  • Thiago Ferreira de Souza
  • Markus Vinicius Nahas

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.16n4p322-329

Palavras-chave:

Atividade motora, Estudantes, Estudos transversais.

Resumo

O objetivo foi estimar a prevalência e os fatores associados à prática de atividades físicas no lazerem menores níveis em estudantes de uma universidade pública do Estado da Bahia. Este estudofoi reali¬zado com uma amostra representativa de estudantes de uma universidade pública doEstado da Bahia matriculados no segundo semestre de 2010 em cursos de graduação. A amostrafoi estratificada e proporcional aos cursos, perío¬do de estudo e ano de ingresso na universidade,sendo os sujeitos selecionados aleatoriamente em cada estrato. O desfecho deste estudofoi o comportamento menos ativo no lazer (≤149 minutos/semana). As variáveis independentesforam os indicadores sócio-demográficos e de vínculo com a universidade. As análises dosdados foram realizadas no programa Stata (versão 11.0) e empregou-se a Razão de Prevalênciacomo medida de associação, por meio da regressão de Poisson. A prevalência de homens menosativos no lazer foi de 49,1% (IC95%: 44,6-53,7) e de mulheres 77,9% (IC95%: 74,5-81,3). Apresentarammaiores chances de comportamentos menos ativo no lazer os homens que ingressaramem 2008 e do Departamento de Letras e Artes, e as mulheres com carga horária de 30 a 39horas/semana em estágio/trabalho e pertencentes ao Departamento de Ciências da Educação.Homens e mulheres de áreas de estudo não relacionadas à saúde, assim como homens com trêsanos de vivência acadêmica e mulheres com atividades ocupacionais estavam mais propensos amenores níveis de prática de atividades físicas no lazer. Esses grupos devem ser priorizados emprogramas de promoção da atividade física na Universidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

1.
Souza TF de, Nahas MV. PREVALÊNCIA E FATORES ASSOCIADOS A MENORES NÍVEIS DE PRÁTICA DE ATIVIDADES FÍSICAS NO LAZER EM ESTUDANTES DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 3º de setembro de 2012 [citado 14º de agosto de 2022];16(4):322-9. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/627

Edição

Seção

Artigos Originais