Descrição da atividade física e da jornada de trabalho na qualidade de vida de profissionais de terapia intensiva: Comparação entre um grande centro urbano e uma cidade do interior brasileiro

Autores

  • Dante Lima
  • Rodrigo Araújo
  • Ana Pitangui
  • José Rizzo
  • Silvia Sarinho
  • Camila Santos
  • Emilia Costa
  • Marco Correia Junior

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.20n4p386

Palavras-chave:

Jornada de trabalho, Unidades de terapia intensiva, Atividade motora, Estilo de vida sedentário, Estresse ocupacional, Qualidade de vida

Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar a qualidade de vida dos diversos profissionais que trabalham em terapia intensiva considerando o nível de atividade física, a jornada de trabalho e o local de residência. Trata-se de um estudo transversal realizado em quatro Unidades de Terapia Intensiva de uma capital brasileira e em três de uma região interiorana do sertão brasileiro. O nível de atividade física foi avaliado pelo IPAQ versão curta e a qualidade de vida foi analisada mediante o questionário SF-36, ambos aplicados em forma de entrevista. Participaram do estudo 280 profissionais médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e técnicos de enfermagem. Embora tenha sido observado que a maior parte dos profissionais apresentou elevada jornada de trabalho, este fator não influenciou na qualidade de vida. Os indivíduos ativos apresentaram melhores escores nos domínios referentes à limitação por aspectos físicos (p = 0,010); aspecto social (p = 0,043) e saúde mental (p = 0,014). Profissionais com elevada jornada de trabalho e que se mantinham ativos apresentaram melhor escore do domínio capacidade vital em relação aos indivíduos inativos (p = 0,028). Os profissionais residentes no interior apresentaram maior escore para o domínio saúde mental (p = 0,034). O nível de atividade física foi a variável que mais influenciou nos escores de qualidade de vida e garantiu aos profissionais que trabalham em regime elevado melhor escore no domínio capacidade vital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Araújo

Downloads

Publicado

2015-12-22

Como Citar

1.
Lima D, Araújo R, Pitangui A, Rizzo J, Sarinho S, Santos C, Costa E, Correia Junior M. Descrição da atividade física e da jornada de trabalho na qualidade de vida de profissionais de terapia intensiva: Comparação entre um grande centro urbano e uma cidade do interior brasileiro. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 22º de dezembro de 2015 [citado 27º de novembro de 2021];20(4):386. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/5074

Edição

Seção

Artigos Originais