Monitoramento do Programa Academia das Cidades e da Saúde: a experiência de Pernambuco

Autores

  • Emmanuelly Lemos Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães - FIOCRUZ PE
  • Isabella Paes
  • Marcella Abath
  • Mateus Brainer
  • Joana Lima

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.20n2p203

Palavras-chave:

Monitoramento, Planejamento, Atividade física

Resumo

O objetivo deste manuscrito é descrever o processo de implantação do monitoramento do Programa Academia das Cidades e da Saúde no Estado de Pernambuco e os principais resultados alcançados com esse processo. Trata-se de um relato de experiência sobre a implantação do monitoramento do Programa Academia das Cidades e da Saúde, no período de outubro de 2012 a dezembro de 2013. Os resultados alcançados foram à construção intersetorial do monitoramento mensal dos polos nos municípios, com definição de instrumento para coletar os dados e estabelecimento de rotina e fluxo do processo de trabalho, a produção de um documento oficial para compartilhar as experiências entre os municípios do Estado e fortalecimento e aproximação das relações entre os entes federativos. A implantação do monitoramento dos Programas favoreceu a intersetorialidade, fortalece o vínculo com os municípios e a corresponsabilidade e cogestão entre as secretarias envolvidas e os municípios. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-09-04

Como Citar

1.
Lemos E, Paes I, Abath M, Brainer M, Lima J. Monitoramento do Programa Academia das Cidades e da Saúde: a experiência de Pernambuco. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 4º de setembro de 2015 [citado 22º de maio de 2022];20(2):203. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/4362

Edição

Seção

Do Diagnóstico à Ação: Experiências em Promoção de Atividade Física e Saúde