Atividade física de crianças e adolescentes que vivem com HIV adquirido por transmissão vertical

Autores

  • Andréia Cardoso Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luiz Lima Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rosane Silva Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luciana Cabral Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.v.19n2p223

Palavras-chave:

Atividade física, Crianças, Adolescentes, HIV, AIDS, Sensores de movimento

Resumo

Descrever o nível de atividade física (NAF) de crianças e adolescentes com HIV adquirido por transmissão vertical, pacientes que são atendidos no Hospital Infantil Joana de Gusmão, na Grande Florianópolis/SC. Participaram do estudo 46 crianças e adolescentes com HIV adquirido por transmissão vertical. Obtiveram-se em entrevista informações de idade, sexo e cor da pele dos sujeitos, bem como de renda familiar e escolaridade dos responsáveis. Avaliou-se massa corporal, estatura e IMC. Parâmetros da infecção pelo HIV foram obtidos no prontuário médico. O NAF foi mensurado com pedômetro durante cinco dias (dois de fim de semana) e dicotomizado com pontos de corte de 13mil, 11mil e 10mil passos diários para crianças (≤12anos) e adolescentes (>12 anos) de ambos os sexos. Utilizou-se a estatística descritiva e inferencial, com p≤0,05. Os participantes realizaram, em média, 10.551,8 ± 5.494,5 passos diários. O NAF foi reduzido no fim de semana. Não houve diferença do NAF em função do sexo, idade ou progressão da infecção pelo HIV. Análise estratificada por sexo e idade mostrou que as crianças do sexo feminino foram mais ativas que as adolescentes, independente do período da semana. A maioria dos participantes não atendeu às recomendações de atividade física (n=33, 71,7%). Conclui-se que jovens apresentando quadro clínico estável da infecção pelo HIV tem NAF inferior a indivíduos saudáveis, seja em termos de número de passos diários ou por atendimento às recomendações de atividade física.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Cardoso, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda em Educação Física, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC

Luiz Lima, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando em Educação Física, Universidade Federal de Santa Catarina. 

Rosane Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Educação Física, na área de Fisiologia do exercício e Crescimento Físico. Departamento de Educação Física, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC.

Luciana Cabral, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestranda em Educação Física, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC.

Downloads

Publicado

2014-04-20

Como Citar

1.
Cardoso A, Lima L, Silva R, Cabral L. Atividade física de crianças e adolescentes que vivem com HIV adquirido por transmissão vertical. Rev Bras Ativ Fís Saúde [Internet]. 20º de abril de 2014 [citado 25º de junho de 2021];19(2):223. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/3172

Edição

Seção

Artigos Originais