Atuação da Educação Física em um hospital universitário da rede pública: uso do método AMPARO

Autores

  • Valter Paulo Neves Miranda Hospital de Clínicas da Universidade do Triângulo Mineiro. Unidade Multiprofissional, Uberaba, Minas Gerais, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-2037-0573
  • Júlia Cunha Santos Oliveira Universidade Federal da do Triângulo Mineiro, Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, Uberaba, Minas Gerais, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0297-9198
  • Matheus Martins Moreira Universidade Federal da do Triângulo Mineiro, Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde, Uberaba, Minas Gerais, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-6357-7072
  • Camila Bosquiero Papini Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Departamento de Ciência do Esporte, Uberaba, Minas Gerais, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-1163-5576

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.28e0303

Palavras-chave:

Assistência integral à saúde, Educação física, Sistema Único de Saúde, Condicionamento físico humano, Aptidão física

Resumo

A atuação do Profissional de Educação Física (PEF) na “Atenção intra-hospitalar” ainda é recente, não havendo evidências e informações padronizadas na assistência aos pacientes. Objetivou-se apresentar e promover o método “AMPARO” no Programa de Recondicionamento Físico (PRF) do Hospital de Clínicas das Universidade Federal do Triângulo Mineiro. AMPARO significa Avaliação Multidimensional, Planejamento, Atuação, Reavaliação e Orientação de atividades e exercícios físicos, visando aprimoramento das capacidades físicas relacionadas à saúde. Mais de 1600 atendimentos (avaliações e exercícios físicos) foram realizados. Completaram as 36 sessões do PRF, 31 pacientes, média de idade de 46,12 ± 13,58, sendo 25 (80,6%) do sexo feminino. Houve melhora na aptidão cardiovascular (p < 0,001), aumento da massa magra (p = 0,025) e aumento do tempo de atividade física moderada (p = 0,030). Conclui-se que o “PRF-Método AMPARO” vem se mostrando eficiente na assistência integral à saúde de pacientes atendidos por PEF em um hospital universitário da rede pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Resolução nº 391, de 26 de agosto de 2020. Órgão: Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais/Conselho Federal de Educação Física. Brasília: Diário Oficial; 2020. Disponível em: <https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/resolucao-n-391-de-26-de-agosto-de-2020-274726255>

CONFEF - Conselho Federal de educação física. Documento de intervenção do profissional de educação física. Rio de Janeiro; 2002. Disponível em: <https://www.confef.org.br/confef/resolucoes/82>

ACSM - American College of Sports Medicine. Guidelines for Exercise Testing and Prescription, 11ºEd. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan; 2021.

ACSM - American College of Sports Medicine. Manual do ACSM para Avaliação da Aptidão Física Relacionada à Saúde. 3ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan; 2017.

Physical Activity Guidelines Advisory Committee. Physical Activity Guidelines Advisory Committee Report, 2008. Washington: U.S. Department of Health and Human Services; 2008.

Jelinek M, Hossack K. Implications of Cardio-Respiratory Fitness on the Performance of Exercise Tests. Heart, Lung and Circulation. 2019;28(4):e64-6.

Shailendra P, Baldock KL, Li LSK, Bennie JA, Boyle T. Resistance Training and Mortality Risk: A Systematic Review and Meta-Analysis. Am J Prev Med. 2022;63(2):277-85.

Dutra RP, Viero VSF, Knuth AG. Inserção de profissionais de educação física no Sistema Único de Saúde: análise temporal (2007-2021). Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde. 2023;28:1-9

Silva PSC. Physical Education Professionals in the Unified Health System: an analysis of the brazilian registry of health institutions between 2013 and 2017 Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde. 2019;23:1–8.

WHO – World Health Organization. Guidelines on physical activity and sedentary behaviour, Geneva: World Health Organization; 2020. Disponível em: <https://www.who.int/publications/i/item/9789240015128>

WHO - World Health Organization. World health statistics 2018: monitoring health for the SDGs, sustainable development goals, Geneva: World Health Organization, 2018. Disponível em: <https://apps.who.int/iris/handle/10665/272596 >

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção Primária à Saúde. Departamento de Promoção da Saúde. Guia de Atividade Física para a População Brasileira [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção Primária à Saúde, Departamento de Promoção da Saúde – Brasília: Ministério da Saúde, 2021. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_atividade_fisica_populacao_brasileira.pdf

Brasil. Ministério da Educação. Programa: Recondicionamento Físico. Educação Física do HC-UFTM. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, 2022. Disponível em:< https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-sudeste/hc-uftm/documentos/planos-e-programas/Programa_Recondicionamento_Fisicofinal.pdf >

Brasil. Ministério da Educação. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Manual: Ginástica Laboral. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, 2022. Disponível em: <https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-sudeste/hc-uftm/documentos/manuais/ManualGinsticaLaboral.pdf>

Brasil. Ministério da Educação. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Teste de caminhada de seis minutos na avaliação do recondicionamento físico. Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, 2021. Disponível em: < https://www.gov.br/ebserh/pt-br/hospitais-universitarios/regiao-sudeste/hc-uftm/documentos/pops/TC6mrecondicionamentofsicofinal.pdf>

Downloads

Publicado

2023-07-27

Como Citar

1.
Miranda VPN, Oliveira JCS, Moreira MM, Papini CB. Atuação da Educação Física em um hospital universitário da rede pública: uso do método AMPARO. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 27º de julho de 2023 [citado 25º de setembro de 2023];28:1-6. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/15074

Edição

Seção

Experiências Curriculares Inovadoras em Atividade Física e Saúde