Status social subjetivo e a qualidade de vida em estudantes do ensino fundamental

Autores

  • Giselly Cristiny Moreira Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde e Esporte, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-6073-2367
  • Geraldo Jose Ferrari Junior Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde e Esporte, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-9739-3220
  • Rubian Diego Andrade Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de fora, Minas Gerais, Brasil. https://orcid.org/0000-0003-0338-230X
  • Thaís Silva Beltrame Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde e Esporte, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5636-1313
  • Érico Pereira Gomes Felden Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde e Esporte, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. https://orcid.org/0000-0002-6924-122X

DOI:

https://doi.org/10.12820/rbafs.29e0333

Palavras-chave:

Qualidade de vida, Status subjetivo, Estudantes, Educação física

Resumo

Este estudo teve o objetivo de descrever e relacionar a qualidade de vida e o Status Social Subjetivo (SSS) na escola e nas aulas de educação física em estudantes do ensino fundamental. Estudo transversal com 875 estudantes do ensino fundamental do município de Palhoça, Santa Catarina. A qualidade de vida foi analisada por meio do Pediatric Quality of Life InventoryTM versão 4.0 (PedsQL 4.0) e o SSS foi investigado por meio da escala de MacArthur adaptada para estudantes brasileiros para o ambiente escolar e aulas de educação física. Os domínios da qualidade de vida que apresentaram menores pontuações foram os relacionados aos sentimentos (61,4 pontos) e à escola (70,3 pontos). A questão “eu sinto raiva” obteve menor pontuação (50,8 pontos), seguida da questão “eu me preocupo com o que vai acontecer comigo” (53,1 pontos), ambas do domínio sentimentos. Um total de 37,1% e 25% dos estudantes apresentaram percepção de SSS negativa nas aulas de educação física e na escola, respectivamente. Os estudantes com a percepção negativa de SSS tiveram piores escores de qualidade de vida. Diante dos resultados destacam-se as pontuações baixas de qualidade de vida, especialmente com relação aos sentimentos e escola por parte dos estudantes, e os percentuais altos de percepção negativa de SSS.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Leal AMDP, Flório FM, Souza LZ. Relação entre qualidade de vida e felicidade subjetiva de estudantes escolares. Ver Bras Prom Saúde. 2020;33:1-12. doi: https://doi.org/10.5020/18061230.2020.10159. DOI: https://doi.org/10.5020/18061230.2020.10159

Ferrari Junior GJ, Silva RC, Soares BAC, Beltrame TS, Pelegrini A, Felden EPG. Atividades motoras e qualidade de vida de estudantes de Paranaguá, Paraná. Rev. Bras. Ativ. Fis. Saúde. 2018;23:1-9. Doi: https://doi.org/10.12820/rbafs.23e0018. DOI: https://doi.org/10.12820/rbafs.23e0018

Pereira EFG, Teixeira CS, Santos A. Qualidade de vida: abordagens, conceitos e avaliação. Rev. Bras. Educ Fís. Esporte. 2012;26(2):241-50. doi: https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000200007. DOI: https://doi.org/10.1590/S1807-55092012000200007

Goodman E, Adler NE, Kawachi I, Frazier AL, Huang B, Colditz GA. Adolescents Perceptions of Social Status: Development and Evaluation of a New Indicator. Pediatrics. 2001;108(2):31. doi: https://doi.org/10.1542/peds.108.2.e31. DOI: https://doi.org/10.1542/peds.108.2.e31

Felden EPG, Barbosa DG, Nogueira AS, Medeiros P, Santos MO, Beltrame TS. Aplicação da Escala MacArthur para avaliação do status social subjetivo na Educação Física. Rev Bras Educ Fís Esporte, São Paulo. 2020;2(34):259-69. doi: https://doi.org/10.11606/1807-5509202000020259. DOI: https://doi.org/10.11606/1807-5509202000020259

Santos MO; Barbosa DG, Rebelatto CF, Beltrame TS, Felden EPG. Status social subjetivo na escola e nas aulas de educação física. Rev Bras Cienc Esporte. 2018;40(1):77-86. doi: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2018.01.008. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2018.01.008

Papalia DE, Feldman RD. Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed, 2013.

Murray DR, Haselton MG, Fales M, Cole SW. Subjective social status and inflammatory gene expression. Health Psychol. 2019;38(2):182-86. doi: https://doi.org/10.1037/hea0000705. DOI: https://doi.org/10.1037/hea0000705

Thomas A, Chess S, Korn SJ. The Reality of Difficult Temperament. Merrill-Palmer Quarterly. 1982;28(1):1–20.

Pinto AVL, Cavalcanti JG, Araújo LS, Coutinho MPL, Coutinho ML. Depressão e adolescência: relação com qualidade de vida e bem-estar subjetivo. Rev Psic Imed 2018;10(2):6-21. doi: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2018.v10i2.2752. DOI: https://doi.org/10.18256/2175-5027.2018.v10i2.2752

Gaspar T, Ribeiro JP, Matos MG, Leal I, Ferreira A. Health Related Quality of Life in Children and Adolescents: subjective well-being. Cambridge University Press (CUP). Span J Psychol. 2012;15(1):177-86. doi: https://doi.org/10.5209/rev_sjop.2012.v15.n1.37306. DOI: https://doi.org/10.5209/rev_SJOP.2012.v15.n1.37306

Carvalho GP, Izel DF. Dependência de internet, ansiedade, depressão, estresse e qualidade de vida: um estudo correlacional. Rev Amazônica. Manaus (AM). 2022;15(1):265-94.

Gil AC. Métodos e técnicas de pesquisa social: Atlas editora; 2008.

Thomas JR, Nelson JK, Silverman SJ. Métodos de pesquisa em atividade física. Armed Editora; 2012.

Luiz RR, Magnanini MM. A lógica da determinação do tamanho da amostra em investigações epidemiológicas. Cad Saúde Colet. 2000;8(2):9-28.

Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. Critério de classificação econômica Brasil, 2018. Disponível em: http://www.abep.org/criterio-brasil.

Varni JW, Burwinkle TM, Seid M, Skarr D. The PedsQL™*4.0 as a pediatric population health measure: feasibility, reliability, and validity. Ambul Pediatr. 2003;3(6):329-41. doi: https://doi.org/10.1367/1539-4409(2003)003<0329:tpaapp>2.0.co;2. DOI: https://doi.org/10.1367/1539-4409(2003)003<0329:TPAAPP>2.0.CO;2

Klatchoian DA, Len CA, Terreri MTRA, Silva M, Itamoto C, Ciconelli RM, et al. Qualidade de vida de crianças e estudantes de São Paulo: confiabilidade e validade da versão brasileira do questionário genérico Pediatric Qualityof Life InventoryTM versão 4.0. J Pediatr. 2008;84(4):308-15. doi: https://doi.org/10.1590/S0021-75572008000400005. DOI: https://doi.org/10.1590/S0021-75572008000400005

Uchoga LAR, Altmann H. Educação física escolar e relações de gênero: diferentes modos de participar e arriscar‐se nos conteúdos de aula. Rev. Bras. Cienc. Esporte. 2016; 38(2):163-70. doi: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2015.11.006. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rbce.2015.11.006

Carvalho MP. Sucesso e fracasso escolar: uma questão de gênero. Educ Pesq. 2003; 29(1):185-93. doi: https://doi.org/10.1590/S1517-97022003000100013. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022003000100013

D’avila HF, Poll FA, Reuter CP, Burgos MS, Mello ED. Health-related quality of life in adolescents with excess weight. J Pediatr (Rio J).2019;95(4)495-01. doi: https://doi.org/10.1016/j.jpedp.2018.05.010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jped.2018.05.005

Melo PWV et al. Aplicação do PEDSQL-4.0 para análise da qualidade de vida em estudantes. Rev CPAQV. 2020;12(2):2. doi: https://doi.org/10.36692/cpaqv-v12n2-10. DOI: https://doi.org/10.36692/cpaqv-v12n2-10

Kunke lN, Oliveira WF, Peres MA. Excesso de peso e qualidade de vida relacionada à saúde em estudantes de Florianópolis, SC. Rev. Saúde Púb. 2009; 43(2):226-35. doi: https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102009005000012

Coutinho MPL, Pinto AVL, Cavalcanti JG, Araújo LS, Coutinho ML. Relação entre a depressão e a qualidade de vida de estudantes no contexto escolar. Psico, Saúde & Doença.2016;17(3):338-51. doi: http://dx.doi.org/10.15309/16psd170303. DOI: https://doi.org/10.15309/16psd170303

Campanhã LMF, Silva MLMP, Junior AT, Claro RFT, Zanini GS. Educação Física Escolar e os efeitos nas variações de humor dos estudantes – uma revisão narrativa. Ver CPAQV. 2021;132:1. doi: https://doi.org/10.36692/v13n2-13R. DOI: https://doi.org/10.36692/v13n2-13R

Downloads

Publicado

2024-06-13

Como Citar

1.
Moreira GC, Ferrari Junior GJ, Andrade RD, Beltrame TS, Felden Érico PG. Status social subjetivo e a qualidade de vida em estudantes do ensino fundamental. Rev. Bras. Ativ. Fís. Saúde [Internet]. 13º de junho de 2024 [citado 19º de julho de 2024];29:1-9. Disponível em: https://rbafs.org.br/RBAFS/article/view/15043

Edição

Seção

Artigos Originais