Physical education in Primary Health Care: reports on interactive actions in an undergraduate course

Palavras-chave: Primary health care, Exercise, Public health, Health centers

Resumo

O objetivo desse estudo foi relatar experiências que refletem ações interativas no conteúdo programático da disciplina “Educação física na atenção primária à saúde” do curso de bacharelado em Educação Física da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). São descritas atividades que conduziram acadêmicos a aprofundar-se na área e perceber seu papel na equipe de saúde através de interações com outros docentes e alunos da residência multipro ssional com ênfase em saúde da família para profissionais de Educação Física, Nutrição, Enfermagem e Fisioterapia. Entre as atividades estão o entendimento da legislação respaldando a inserção da Educação Física no Sistema Único de Saúde (SUS), os documentários baseados em relato de experiência de professor da área, os estudos das competências do profissional de Educação Física na atenção primária à saúde, as comparações com a realidade da atenção primária à saúde no Canadá e as intervenções desenvolvidas pelos residentes de Educação Física na residência multiprofissional. Espera-se que esse relato propicie discussão continuada sobre o processo ensino-aprendizagem na área de Educação Física e saúde pública/coletiva, sobretudo na atenção primária à saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Loch M. Abordando Saúde Coletiva no curso de bacharelado em Educação Física: Relato de experiência. Rev Bras Ativ Fis Saúde. 2016;21(3):285-90.

Masini EFS, Moreira MA. Aprendizagem significativa: A teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2006.

Silva DF, Bevilaqua CA, Belém IC, Delfino RD, Yusunaka K, Nardo Junior, N. Percepção de acadêmicos de educação física quanto ao sistema único de saúde (SUS). Anais do CISDEM, Maringá, Paraná, 2009.

Brasil. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília: DF. 1990.

Brasil. Lei nº 8142, de 28 de dezembro de 1990. Lei Orgânica da Saúde. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. Brasília: DF. 1990.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 218, de 06 de março de 1997. Reconhecimento de categorias profissionais como profissionais da saúde. Brasília: DF. 1997.

Brasil. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 287, de 08 de outubro de 1998. Relação de categorias profissionais de saúde de nível superior para fins de atuação do Conselho. Brasília: DF. 1998.

CONFEF. Legislação citada anexada pela coordenação de estudos legislativos – CEDI, Lei Nº 9696 de 1 de setembro de 1998.

Tojal JB. Diretrizes curriculares para o bacharelado em Educação Física: novos rumos. Rev Educ Fís UEM. 2003;14(2):105-12.

Brasil. Política Nacional de Promoção da Saúde ministério da saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Secretaria de Atenção à Saúde. Brasília, Governo Federal: Ministério da Saúde, 2006.

Brasil. Portaria nº. 154 de 24 de janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio a Saúde da Família - NASF. Brasília, Governo Federal: Ministério da Saúde, 2008.

Obama BH. Repealing the ACA without a replacement: the risk to American Health Care. N Engl J Med. 2017;376(4):297-9.

Manchikanti L, Helm II S, Benyamin RM, Hirsch JA. A critical analysis of Obamacare: Affordable care or insurance for many and coverage for few? 2017;20:111-38.

CONFEF. Recomendações sobre condutas e procedimentos do professional de Educação Física na Atenção Básica à Saúde. 5ª Ed. Rio de Janeiro: CONFEF, 2017.

WHO. Report of the Commission on Ending Chidlhood Obesity. WHO Library Cataloguing-in-Publication Data, 2016.

Coutinho SS. Competências do profissional de Educação Física na Atenção Básica à Saúde [tese de doutorado]. Ribeirão Preto: Escola de enfermagem de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo; 2011.

Durand T. L’alchimie de la compétence. Rev Fran Gest. 2000;127:84-102.

Feitosa WMN, Nascimento JV. As competências específicas do profissional de Educação Física que atua na orientação de atividades físicas: um estudo Delphi. Rev Bras Ciênc Movimento. 2003;11(4):19-26.

Silva PSC. Núcleo de Apoio à Saúde da Família. Aspectos legais, conceitos e possibilidades para a atuação dos Profissionais de Educação Física. 1ª Ed. Florianópolis: Editora Unisul, 2016.

Publicado
15-05-2019
Seção
Experiências Curriculares Inovadoras em Atividade Física e Saúde