Incentivo à ciclomobilidade em Curitiba-PR: desenvolvimento do modelo lógico dos programas Pedala Curitiba e CicloLazer

Palavras-chave: Ciclismo, Atividades de lazer, Promoção da saúde, Avaliação de programas e projetos de saúde

Resumo

O objetivo deste estudo foi desenvolver o modelo lógico dos programas Pedala Curitiba e Ciclolazer da cidade de Curitiba, PR. Foi empregada uma abordagem mista de métodos de pesquisa para obter e analisar informações sobre os programas. Foram conduzidas entrevistas com 32 profissionais, antigos e atuais, ligados aos programas de ciclomobilidade promovidos pela prefeitura, além de análise de documentos. As informações obtidas foram empregadas para estabelecer os elementos do modelo lógico, segundo o proposto pelo Centers for Disease Control and Prevention. Os programas apresentam características multissetoriais, sendo um fator importante para sua manutenção. Os modelos lógicos dos programas apontam para a necessidade de melhor alinhamento entre recursos, produtos e objetivos dos programas para dar maior conhecimento sobre o custo-efetividade do mesmo. Além disto, o alcance dos objetivos pode ser fortalecido com a ampliação e a regularidade de ações informativas junto à comunidade, o que pode auxiliar no processo de construção de apoio político aos programas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice Silva, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Universidade Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Curitiba, PR, Brasil.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Grupo de Pesquisa em Atividade Física e Qualidade de Vida (GPAQ). Curitiba, PR, Brasil.

Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL). Departamento de Lazer. São José dos Pinhais, PR, Brasil.

Adriano Hino, Pontificia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, PR, Brasil. Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Curitiba, PR, Brasil.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde (PPGTS). Curitiba, PR, Brasil.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Grupo de Pesquisa em Atividade Física e Qualidade de Vida (GPAQ). Curitiba, PR, Brasil.

Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEDF).Curitiba, PR, Brasil.

Rodrigo Reis, Washington University in St Louis

Washington University in St Louis. Brown School. Prevention Research Center. St Louis, MO, United States of America.

Universidade Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEDF). Curitiba, PR, Brasil.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Grupo de Pesquisa em Atividade Física e Qualidade de Vida (GPAQ). Curitiba, PR, Brasil.

Referências

Sarmiento O, Torres A, Jacoby E, Pratt M, Schmid TL, Stierling G. e Ciclovía-Recreativa: A mass-recreational program with public health potential. J Phys Act Health. 2010;7(Suppl 2);S163-S80.

Movimento Conviva. Ciclovias Recreativas e Ciclofaixas de Lazer pela América Latina. Disponível em: . Acesso em: 15 de janeiro de 2017.

Rios AP, Paez DC, Pinzón EA, Fermino RC, Sarmiento OL. Modelo lógico de la Recreovía: un programa comunitario para promoción de actividad física en Bogotá. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2017;22(2):206-11.

Sarmiento OL, Del Castillo AD, Triana CA, Acevedo MJ, Gonzalez SA, Pratt M. Reclaiming the streets for people: Insights from Ciclovías Recreativas in Latin America. Prev Med. 2017:103S:S34-S40.

União de Ciclistas do Brasil. Ciclovias Recreativas no Brasil. Disponível em: <http://www.uniaodeciclistas.org.br/ biblioteca/recreativas> Acesso em: 23 de janeiro de 2017.

Turato ER. Qualitative and quantitative methods in health : Definitions, differences and research subjects. Rev Saúde Pública. 2005;39(3):507-14.

Curry LA, Nembhard IM, Bradley EH. Qualitative and mixed methods provide unique contributions to outcomes research. Circulation. 2009;119(20):1442-52.

Centers for Disease Control and Prevention. Physical Activity Evaluation Handbook. Atlanta, EUA:U.S. Department of Health and Human Services; 2002.

Instituto Municipal de Administração Pública de Curitiba. Publicações do IMAP. Disponível em: <http://imap.curitiba. pr.gov.br/> Acesso em: 23 de novembro de 2017.

Publicado
30-05-2018
Seção
Do Diagnóstico à Ação: Experiências em Promoção de Atividade Física e Saúde