EFEITOS DO TREINAMENTO FÍSICO INTENSO SOBRE O METABOLISMO DE CARBOIDRATOS

  • Gustavo Puggina Rogatto
  • Eliete Luciano
Palavras-chave: Treinamento físico intenso, Glicogênio, Metabolismo de carboidratos, Músculo esquelético.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do treinamento físi­co intenso sobre parâmetros relacionados ao metabolismo de carboidratos nas condições de repouso e pós-exercício em ratos. Para isso foram utilizados ratos machos jovens Wistar, distribuídos em 4 grupos: sedentário repouso (SR), treinado repouso (TR), sedentário agudo (SA), e treinado agudo (TA). Os animais dos grupos TR e TA fo­ram submetidos à 6 semanas de treinamento que consistiu na realiza­ção de 4 séries de 10 saltos em piscina, suportando uma carga equi­valente à 50% da massa corporal, 5 vezes/semana. Ao final das 6 semanas os animais foram sacrificados nas condições de repouso (SR e TR) e pós-exercício (SA e TA). Coletou-se sangue para a determina­ção da glicose, insulina e lactato, e tecidos muscular (porções branca e vermelha do gastrocnêmio), cardíaco e hepático para análise das concentrações de glicogênio. Após a realização aguda de esforço, ambas as porções musculares apresentaram maiores concentrações de glicogênio no grupo T. Ambos os grupos S e T, apresentaram um au­mento da glicose sérica e do lactato sangüíneo pós-exercício. Os re­sultados apontam um favorecimento do perfil metabólico pela ação do treinamento, promovendo aumento das reservas glicídicas na porção muscular branca.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
15-10-2012
Seção
Artigos Originais