Tradução e validação psicométrica do Behavioral Regulation in Exercise Questionnaire para uso em adultos brasileiros

  • Dartagnan Guedes Universidade Norte do Paraná
  • Sandro Sofiati Universidade Norte do Paraná
Palavras-chave: Questionários, Psicometria, Exercício físico, Motivação, Brasil

Resumo

Os objetivos do estudo foram traduzir para o idioma português, realizar a adaptação transcultural e identificar as propriedades psicométricas do Behavioral Regulation in Exercise Questionnaire – Version 3 (BREQ-3) para uso em adultos brasileiros. O questionário original foi traduzido de acordo com recomendações internacionais. Um comitê de juízes foi formado para analisar as versões traduzidas do questionário. O comitê utilizou como critério de análise as equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual. A versão final do questionário traduzido foi administrada em uma amostra de 1041 adultos (55% homens) praticantes de exercício físico da área metropolitana da cidade de Londrina, Paraná com idades ≥ 18 anos. Para identificar as propriedades psicométricas iniciais foi realizada análise fatorial exploratória e, na sequência, análise fatorial confirmatória. Para análise da consistência interna de cada fator associado à motivação para a prática de exercício físico foi empregado coeficiente alfa de Cronbach. Após discretas modificações apontadas no processo de tradução, o comitê de juízes considerou que a versão para o idioma português do BREQ-3 apresentou equivalências semântica, idiomática, cultural e conceitual. A análise fatorial confirmou a estrutura de seis fatores originalmente proposta, mediante indicadores estatísticos equivalentes à χ2/gl = 1,91, ao GFI = 0,938, AGFI = 0,954 e RMSR = 0,059 (IC95% 0,051-0,069). O alfa de Cronbach apresentou coeficientes entre 0,67 e 0,87. Concluindo, a tradução, a adaptação transcultural e as qualidades psicométricas do BREQ-3 foram satisfatórias, o que viabiliza sua aplicação em futuros estudos no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dartagnan Guedes, Universidade Norte do Paraná

Centro de Pesquisa em Ciências da Saúde


Sandro Sofiati, Universidade Norte do Paraná
Centro de Pesquisa em Ciências da Saúde
Publicado
22-12-2015
Seção
Artigos Originais