INFLUÊNCIA DA GINÁSTICA LOCALIZADA SOBRE A DENSIDADE ÓSSEA DE MULHERES DE MEIA IDADE

  • Joie de Figueiredo Nunes
  • Jucílio de Albuquerque Fernandes
Palavras-chave: Densidade Óssea, Osteoporose, Prevenção, Ginástica Localizada.

Resumo

O objetivo deste estudo foi comparar a densidade óssea de mulheres de meia idade que prati­caram ginástica localizada por um período de 2-5 anos, anteriores a pesquisa, com a de mulheres sedentárias. Foram avaliadas 28 mulheres com idade variando entre 35 e 45 anos. 0 grupo ativo foi formado por 14 mulheres escolhidas intencionalmente em três academias de ginástica. A seleção do grupo sedentário foi intencional após a análise do arquivo de exames densitométricos da Clínica São Sebastião, Florianópolis - SC. A densidade óssea foi medida pela densitometria de duplo fóton de raios X, nas regiões da coluna lombar (L2-L4) e do fêmur proximal (colo, triângulo de Ward e trocanter). Para análise dos dados utilizou-se a estatística descritiva e o teste "t" de Student. Não foram encontradas diferenças significativas, entre os dois grupos, nas densidades ósseas da coluna lombar e trocanter. Contudo, o grupo ativo apresentou maior densidade óssea (p<0,05) no colo do fêmur e Triângulo de Ward. Tomando estas descobertas em conjunto, este estudo sugere que a densidade óssea é afetada positivamente, mas de forma seletiva, pela prática sistemática de exercícios localizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
16-10-2012
Seção
Artigos Originais